Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tumulto em peregrinação xiita no Iraque causa 31 mortes

Pânico é causado por colapso de passarela na cidade sagrada de Karbala; 75 pessoas estão feridas

Pelo menos 31 pessoas morreram pisoteadas nesta terça-feira, 10, o dia sagrado de Ashura, na na cidade de Karbala, informou o Ministério da Saúde do Iraque. A tragédia foi causada pelo colapso de parte de uma passarela durante uma procissão, que gerou pânico e tumulto.

O Ministério da Saúde acrescentou haver 75 feridos, muitos em situação gravíssima. O saldo final de vítimas fatais poderá aumentar.

Todos os anos, centenas de milhares de muçulmanos xiitas de todo o mundo lembram em Karbala o martírio do neto do profeta Maomé, o imã Hussein. Esse período de luto é observado no início do mês muçulmano de ‘moharram’, que ocorreu há dez dias.

Em Bagdá, Basra ou Najaf, no sul do Iraque, são organizadas procissões que atingem seu ponto máximo no décimo dia do mês sagrado, chamado Ashura – esta terça-feira. Os homens se vestem de preto e carregam bandeiras negras com o nome de Hussein, informou a rede de televisão Al Jazeera.

As peregrinações deixam imagens impressionantes de homens que se autoflagelam ou batem com facões na cabeça para recordar o martírio de Hussein, morto em 680 pelo califa Yazidn. Sob o regime sunita de Saddam Hussein, festas xiitas como a peregrinação Ashura foram proibidas. Atualmente, o dia é feriado nacional.

(Com AFP)