Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Tsunami chega à costa de Taiwan, mas sem força

A ilha, que estava em alerta para ondas de até um metro de altura, foi atingida por uma maré de apenas 20 centímetros

Por Da Redação 11 mar 2011, 09h29

O tsunami desencadeado por um terremoto de 8,9 graus na escala Richter no nordeste do Japão chegou debilitado a Taiwan. As ondas de até meio metro no nordeste e no leste fizeram com que o trabalho fosse interrompido e as embarcações evacuadas. “Não foi tão forte como se esperava e a maré não superou os 50 centímetros”, disse o diretor do Serviço Meteorológico Central (SMC) da ilha, Kuo Kai-men, em entrevista coletiva. A ilha estava em alerta e preparada para ondas de até um metro de altura, mas na maioria do litoral não superaram os 20 centímetros, segundo dados do SMC.

Nas cidades da região mais afetada, a portuária de Keelung ao norte e as de Hualian e Taitung ao nordeste e leste, os governos locais suspenderam a atividade pesqueira, laboral e educativa, e organizaram centros de prevenção. O trânsito nas estradas litorâneas foi interrompido no norte e leste da ilha, além das ligações ferroviárias nas zonas afetadas, informou o Centro Nacional de Desastres.

O presidente taiuanês Ma Ying-jeou convocou o Centro Nacional de Prevenção de Desastres, e pediu que se fizesse todo o possível “para minimizar os danos” do tsunami à ilha, solicitando à população que não se aproximasse do litoral e tomasse precauções.

A empresa de energia elétrica estatal Taipower anunciou o estado de alerta em sua usina nuclear de Kungliao, no nordeste de Taiwan, onde foram tomadas medidas de emergência. A Taipower assegurou ainda que não haverá problemas, a menos que as ondas superem os 12 metros de altura. As linhas aéreas taiuanesas China Airlines e Eva Airways e a tailandesa Thai Airways anunciaram a suspensão de oito voos para o Japão, por causa do terremoto.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade