Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Trump sugere que será candidato à Presidência em 2024

'Foram quatro anos incríveis. Estamos tentando cumprir mais quatro anos. Caso contrário, vejo vocês em quatro anos', disse ele em evento na terça-feira

Por Da Redação Atualizado em 3 dez 2020, 10h36 - Publicado em 2 dez 2020, 18h40

Cada vez mais isolado em sua tentativa de contestar a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais dos Estados Unidos neste novembro, o presidente americano, Donald Trump, evocou abertamente nesta semana a possibilidade de voltar a se candidatar em 2024. 

“Foram quatro anos incríveis. Estamos tentando cumprir mais quatro anos (no cargo). Caso contrário, verei vocês em quatro anos”, disse Trump na noite de terça-feira, 1, durante uma festa de Natal na Casa Branca. 

O evento, que contou com a presença de autoridades do Partido Republicano, não foi aberto à imprensa, mas um vídeo do discurso do presidente vazou em seguida.

Quase um mês após a eleição de 3 de novembro, Trump continua se recusando a admitir a vitória legítima de Biden. 

Ele limita ao máximo suas aparições públicas, de forma que a única comunicação presidencial são tuítes furiosos sobre supostas fraudes eleitorais, que até agora não foram sustentadas por provas e que até alguns de seus aliados refutam.

Continua após a publicidade

Até mesmo um de seus aliados mais próximos, o secretário de Justiça, William Barr, negou a existência de qualquer evidência de fraude. “Não vimos nenhuma fraude cuja magnitude fosse capaz de mudar o resultado da eleição”, disse Barr em uma entrevista também na terça-feira.

O clima ainda é de especulação em Washington sobre uma possível candidatura de Trump em 2024.

De acordo com a emissora NBC, Trump discutiu com familiares e amigos a possibilidade de anunciar o lançamento de sua próxima campanha presidencial em 20 de janeiro, no mesmo dia em que Biden tomará posse como o 46º presidente dos Estados Unidos.

Essa estratégia eleitoral não é uma novidade para o republicano. No próprio dia de sua inauguração, em 20 de janeiro de 2017, Trump entrou com a papelada para formalizar a sua candidatura para a reeleição em 2020. 

Em teoria, nada impede que Trump tente recuperar a Casa Branca em 2024. Desde a década de 1950, com a aprovação da 22ª Emenda, a Constituição dos Estados Unidos determina o limite máximo de dois mandatos presidenciais, sem a necessidade de serem consecutivos.

Precedente centenário

Na história americana, há apenas um caso de um presidente que se reelegeu pelo menos uma vez sem ser de maneira consecutiva: Grover Cleveland, no final do século 19.

Cleveland, um democrata, foi eleito o 22º presidente americano em 1884, em meio a uma era, de 1861 a 1933, durante a qual o Partido Republicano dominava as eleições presidenciais.

Em sua primeira tentativa de reeleição, em 1888, Cleveland venceu o republicano Benjamin Harrison no voto popular, mas perdeu no Colégio Eleitoral. Então, em 1892, o democrata deu um troco em Harrison, conseguindo a reeleição. Assim, Cleveland, que já era o 22º presidente dos Estados Unidos, se tornou também o 24º.

A idade, porém, pode pesar contra Trump. Enquanto que Cleveland tinha 56 anos de idade no início de seu segundo mandato, Trump, se vencer em 2024, terá 78 anos.

(Com AFP)

Continua após a publicidade
Publicidade