Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Trump recua e diz que ataque na Síria ‘pode não ocorrer tão breve’

Um dia antes, o presidente americano tinha dito para Rússia se preparar, pois “os mísseis virão belos, novos e inteligentes”

Por Da redação - 12 abr 2018, 09h28

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou atrás em seu discurso e afirmou que nunca disse quando haveria um ataque de seu país à Síria. Um dia antes, o americano postou em seu Twitter para que a Rússia se preparasse pois mísseis viriam.

“Nunca disse quando um ataque à Síria ocorreria. Pode ser muito em breve ou não tão breve assim! Em todo caso, os Estados Unidos, sob minha administração, fizeram um grande trabalho de livrar a região de ISIS (sigla do Estado Islâmico). Onde está o nosso ‘Obrigado América?’”, postou há pouco em seu Twitter.

Na quarta-feira, Trump comentou que a Rússia tinha dito que derrubaria quaisquer mísseis disparados na Síria. “Fique preparada, Rússia, porque eles virão, belos e novos e ‘inteligentes’!”, afirmou. Ele ainda criticou a aliança entre Moscou e o regime de Bashar al-Assad na Síria, chamando este de “Animal Assassino com Gás”.

A porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, chegou a responder ao tuíte de quarta, dizendo que “mísseis inteligentes deveriam voar na direção de terroristas, e não na direção do governo legítimo, que tem combatido o terrorismo internacional em seu território por diversos anos”.

As tensões em relação à Síria voltaram a aumentar nos últimos dias, após um suposto ataque com armas químicas que matou dezenas e afetou centenas no país. Os Estados Unidos culpam Assad por essa ação – o líder sírio é aliado da Rússia e também do Irã.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade