Clique e assine a partir de 9,90/mês

Trump ameaça citar traições de Clinton em próximo debate nos EUA

Os candidatos Hillary Clinton e Donald Trump se enfrentaram no primeiro debate presidencial na noite de segunda-feira

Por Da redação - Atualizado em 27 Sep 2016, 20h29 - Publicado em 27 Sep 2016, 16h32

O republicano Donald Trump prometeu nesta terça-feira que vai bater mais forte em sua rival democrata Hillary Clinton no próximo debate presidencial dos Estados Unidos, depois de a ex-senadora colocá-lo na defensiva durante o primeiro confronto na TV, acusando-o de ser racista, sexista e de se esquivar de pagar impostos .

Ao final do debate desta segunda-feira, Trump vangloriou-se por não ter atacado Hillary a respeito da infidelidade conjugal de seu marido, o ex-presidente Bill Clinton, durante o embate na Universidade Hofstra, mas disse em uma entrevista concedida na manhã desta terça-feira ao canal Fox News que pode partir para o ataque mais adiante.

“Peguei leve porque não quis magoar ninguém”, disse Trump, acrescentando que poderia ter mencionado “os muitos casos extraconjugais que Bill Clinton teve”, mas desistiu porque a filha do casal, Chelsea, estava na plateia.

LEIA MAIS:
Fungadas de Trump roubam a cena durante debate
Quem venceu o 1º debate americano? Especialistas dão o veredito
Debate entre Hillary e Trump tem provocações e interrupções

A ex-primeira-dama desdenhou da ameaça de Trump: “Ele pode comandar sua campanha como bem entender”.

Continua após a publicidade

O próprio bilionário teve um caso muito comentado com Marla Maples, que se tornaria sua segunda esposa, enquanto ele ainda era casado com Ivana Trump, sua primeira mulher. Mais adiante ele se divorciou de Maples e se casou com sua terceira e atual esposa, Melania Trump.

Microfone

Trump tentou rebater as críticas sobre seu desempenho no debate, afirmando que seu moderador, Lester Holt, da rede NBC News, lhe fez “perguntas muito injustas” e que lhe deram um microfone “muito ruim”.

Hillary, que conversou com repórteres em seu avião de campanha, disse que “qualquer um que se queixe do microfone não está tendo uma boa noite”.

Há mais dois debates programados: para 9 de outubro, em St. Louis, e 19 de outubro, em Las Vegas.

Continua após a publicidade

(Com Reuters)

Publicidade