Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump perde US$ 600 milhões e cai 92 posições na lista da Forbes

Presidente americano ocupa a 248ª posição no ranking das pessoas mais ricas dos Estados Unidos, segundo a revista; Bill Gates segue na liderança

O presidente americano, Donald Trump, caiu 92 posições na lista de pessoas mais ricas dos Estados Unidos divulgada nesta terça-feira pela revista Forbes, que avalia a fortuna do republicano em 3,1 bilhões de dólares. Trump, que no ano passado era o 156º colocado, desta vez ocupa o 248º lugar.

A Forbes destaca que quando Trump chegou à Casa Branca, no dia 20 de janeiro deste ano, se tornou o primeiro chefe de Estado americano com uma fortuna superior a 1 bilhão de dólares. A riqueza de Trump, que provém fundamentalmente de negócios imobiliários e campos de golfe, diminuiu em cerca de 600 milhões de dólares no último ano, entre outros motivos pelo enfraquecimento do mercado imobiliário em Nova York.

Sua fortuna é difícil de estimar, já que a corporação familiar – a Organização Trump – não é negociada na Bolsa, e o presidente se nega a divulgar o imposto de renda. A gestão empresarial ficará nas mãos dos filhos, enquanto Trump ocupar a presidência, mas ele não se desvinculou totalmente da administração do grupo.

À frente dos 400 americanos mais ricos estão três frequentadores habituais: o fundador da Microsoft, Bill Gates, hoje mais conhecido por sua fundação dedicada a temas de saúde e educação, com uma fortuna que chega a 81 bilhões de dólares; o proprietário da Amazon, Jeff Bezos, que chegou a passar Gates por um dia em julho e, agora, volta para sua segunda posição, com 67 bilhões de dólares; e o veterano dos investidores Warren Buffett, de 87 anos, que vem em terceiro, com 65,5 bilhões dólares.

Mark Zuckerberg, do Facebook, e Larry Ellisson, fundador da Oracle, ocupam o quarto e quinto lugares, respectivamente. Esta é a primeira vez desde 2007 que Ellison não aparece entre os três primeiros. Ainda assim, sua fortuna aumentou 1,8 bilhão de dólares, chegando a 49,3 bilhões de dólares.

Nenhuma mulher está entre os dez primeiros. A primeira que surge, em 13º, é Alice Walton, filha do fundador da rede Wal-Mart, Sam Walton, principalmente dedicada à arte e que deixa os negócios nas mãos dos irmãos. Alice dispõe de uma fortuna estimada em 38,2 bilhões de dólares, que inclui uma coleção de arte particular.

Na lista, há 22 estreantes, entre eles, o cofundador e CEO da Netflix, Reed Hastings. Desde o ano passado, 26 pessoas saíram do ranking. A fortuna média para entrar nesse clube não para de aumentar: 2 bilhões de dólares este ano, uma alta de 18% em relação ao ano anterior.

(com AFP e EFE)