Clique e assine a partir de 8,90/mês

Trump pede que Biden faça teste antidoping antes do 1º debate nos EUA

O presidente dos Estados Unidos, que já usou a mesma tática com sua rival Hillary Clinton, em 2016, disse que o comportamento atual de Biden é 'irregular'

Por Eduardo F. Filho - Atualizado em 27 set 2020, 21h40 - Publicado em 27 set 2020, 14h10

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou suas redes sociais mais uma vez para atacar seu oponente a eleição a presidência dos Estados Unidos, Joe Biden. Neste domingo, 27, ele disse que irá “exigir” que o adversário se submeta a um teste antidoping “antes, ou depois do debate de terça-feira à noite”, escreveu chamando Biden de “dorminhoco”. Os candidatos ficarão frente a frente pela primeira vez na campanha nesta semana. 

“Pedirei insistentemente um pedido ante drogas do dorminhoco Joe Biden antes ou depois do debate na terça-feira à noite. Naturalmente, eu também concordarei em fazer um. Suas performances nos debates foram irregulares, para dizer o mínimo. Apenas as drogas poderiam ter causado essa discrepância?”, escreveu o presidente.

Desde os debates entre os pré-candidatos democratas, Trump dizia que a “energia e o desempenho’ de Biden, antes tido como “pouco potente”, mudou para mais enérgico.

Em 2016, o então candidato a presidência, Trump, dizia a mesma coisa de sua rival Hillary Clinton sugerindo, sem comprovar nada, que ela estaria “ficando ligada demais” antes dos debates.

Segundo o site americano Five Thirty Eight, que compila as principais pesquisas das eleições americanas, Biden está sete pontos à frente do presidente na média nacional, porém, nos Estados Unidos, o que importa é a opinião do e os votos do Colégio Eleitoral.

Continua após a publicidade
Publicidade