Clique e assine a partir de 9,90/mês

Trump pede à Rússia, Síria e Irã que parem com matança de civis em Idlib

Desde 16 de dezembro, as forças do presidente sírio Bashar al-Assad, com o apoio da força aérea russa, intensificaram seus bombardeios sobre a região

Por AFP - 26 dez 2019, 12h24

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu nesta quinta-feira, 26, aos governos da Rússia, Síria e Irã que parem com a violência contra civis na província síria de Idlib, controlada pelos rebeldes.

“Rússia, Síria e Irã estão matando, ou a caminho de matar, milhares de civis inocentes”, tuitou Trump. “Não façam isso! A Turquia está trabalhando duro para impedir esses assassinatos”, acrescentou.

Desde 16 de dezembro, as forças do presidente sírio Bashar al-Assad, com o apoio da força aérea russa, intensificaram seus bombardeios sobre a região e os combates terrestres contra jihadistas e rebeldes, apesar de um cessar-fogo anunciado em agosto.

Cerca de 80 civis foram mortos na nova escalada. Ancara disse na última terça-feira que está conversando com Moscou para garantir um novo cessar-fogo em Idlib, e pediu o fim imediato dos ataques.

A França também pediu uma reversão “imediata” das ações, acusando Damasco e seus aliados russos e iranianos de “agravarem a crise humanitária”.

A região de Idlib é dominada por jihadistas do grupo Hayat Tahrir al Cham (HTS) e outros movimentos rebeldes.

Continua após a publicidade

O regime, que agora controla mais de 70% do território sírio, disse repetidamente que está determinado a recuperar Idlib.

Publicidade