Clique e assine com 88% de desconto

Trump ironiza ‘desastre’ no caucus democrata de Iowa

Falha técnica atrasa divulgação dos resultados das primárias democratas no estado; presidente ganhou votação do Partido Republicano

Por Da Redação - Atualizado em 4 fev 2020, 12h34 - Publicado em 4 fev 2020, 12h14

O caos e a incerteza envolvendo as primárias presidenciais do Partido Democrata em Iowa persistiram na manhã desta terça-feira, 4, o que rendeu ataques do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que levou a melhor entre os postulantes do Partido Republicano.

“O caucus democrata é um desastre total. Nada funciona, tal como eles dirigiam o país”, escreveu o presidente em seu perfil que mantém no Twitter. “A única pessoa que pode reivindicar uma vitória muito grande em Iowa ontem à noite é ‘Trump'”

Ainda não há qualquer previsão sobre o vencedor das primárias democratas em Iowa, dez horas depois do horário em que estava programada a divulgação dos resultados. O porta-voz do partido no estado, Mandy McClure, apenas afirmou que se espera concluir o processo, o primeiro da escolha do candidato que participará do pleito presidencial deste ano, “em algum momento desta terça-feira”.

“Encontramos inconsistências na transmissão de três lotes de resultados”, explicou McClure, que descartou ação de hacker ou interferência externa no sistema. De acordo com o porta-voz democrata em Iowa, “além dos sistemas informáticos para introduzir os resultados, estão sendo utilizadas fotografias dos resultados e provas em papel para garantir que todos os resultados coincidem”.

Os problemas no uso de um aplicativo para a coletar e divulgar os resultados foi a causa da confusão entre os responsáveis pelas assembleias, que provocou o atraso nos dados, que foram divulgados de maneiras distintas entre os pré-candidatos.

A campanha de Sanders divulgou “dados internos” que representam 40% do eleitorado em Iowa e que dão a vitória ao senador, com 29,66%, seguido pelo ex-prefeito de South Bend Pete Buttigieg (24,59%), a também senadora Elizabeth Warren (21,24%) e Biden, com 12,37%, o que seria um resultado nefasto para o ex-vice-presidente.

Publicidade

Devido à incerteza, a maioria dos pré-candidatos se mostrou cautelosa quanto aos resultados. A exceção foi Buttigieg, que reivindicou a vitória sem qualquer comprovação, embora alguns dados preliminares com uma pequena porcentagem de votos contabilizados o colocaram nos primeiros lugares.

A campanha do ex-vice-presidente Joe Biden, um dos favoritos na disputa, enviou uma carta ao Partido Democrata de Iowa pedindo para ver os resultados antes do anúncio oficial.

Enquanto isso, Trump, que busca a reeleição, saiu vitorioso com 97% de apoio no caucus republicano. O político não enfrenta adversários significativos, embora o ex-governador de Massachusetts Bill Weld e o ex-congressista de Illinois Joe Walsh tenham conseguido arrebatar alguns décimos dos votos.

Publicidade