Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump indica o juiz Neil Gorsuch para a Suprema Corte

Com a escolha do jurista, presidente busca restaurar a maioria conservadora no tribunal, mas vai encontrar forte resistência dos democratas no Senado

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, indicou na noite desta terça-feira o juiz federal Neil Gorsuch para ocupar uma vaga na Suprema Corte do país. Caso seja aprovado pelo Senado, Gorsuch, de 49 anos, será o magistrado mais novo da corte em 25 anos.

A vaga na Suprema Corte foi aberta com a morte do conservador Antonin Scalia em fevereiro do ano passado. O mais alto tribunal dos EUA é composto por nove juízes. Durante a campanha eleitoral, Trump já havia prometido indicar um magistrado conservador para a corte.

“O juiz Gorsuch tem excelentes habilidades legais, uma mente brilhante e tremenda disciplina”, elogiou Trump ao anunciar sua escolha. “Dependendo de sua idade, um juiz pode ser ativo por cinquenta anos e suas decisões podem durar um século ou mais”, acrescentou. Em seu discurso, Gorsuch destacou que quem faz as leis é o Congresso e que o papel de um juiz da Suprema Corte é “aplicar, e não alterar, o trabalho dos representantes do povo”.

Perfil

Gorsuch, que atua no tribunal de apelações de Denver desde 2006, por indicação de George W. Bush, é visto no meio jurídico americano como um jurista qualificado e defensor de uma leitura fiel da Constituição. De perfil conservador, se colocou ao lado de organizações religiosas que consideravam que os métodos contraceptivos incluídos no Obamacare iam contra suas crenças. O juiz também já defendeu em um livro que nenhuma forma de eutanásia deveria ser legalizada.

Com a indicação de Gorsuch, Trump busca restaurar a maioria conservadora na Suprema Corte. Desde a morte de Scalia, o tribunal está dividido em quatro ministros progressistas e quatro conservadores.

Em uma manobra que foi comparada nas redes sociais ao reality show O Aprendiz, Trump convocou os dois favoritos para o cargo a Washington nesta terça, aumentando a expectativa para o seu anúncio. O preterido foi Thomas Hardiman, juiz da Pensilvânia.

Senado

O indicado de Trump, porém, não deve ter vida fácil no Senado. Muitos congressistas democratas acreditam que os republicanos “roubaram” uma indicação à Suprema Corte e prometem obstruir a aprovação de Gorsuch. Em 2016, após a morte de Scalia, o então presidente Barack Obama chegou a nomear um substituto, o juiz Merrick Garland, mas os republicanos do Senado, que são maioria na Casa, ignoraram a indicação e esperaram o resultado das eleições. Gorsuch precisa ser aprovado por ao menos 60 dos 100 senadores. Como o partido Republicano tem apenas 52 cadeiras na Casa, serão necessários os votos de, no mínimo, oito democratas.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Pedro Henrique

    A aprovação dele em 2006 foi unânime, incluindo votos dos senadores democratas Barack Obama, Joe Biden, John Kerry e Hillary Clinton. Vamos ver quanta ginástica mental será necessária para justificar os votos contra agora.

    Curtir

  2. Robson La Luna Di Cola

    Finalmente o mundo está percebendo que os LIBERTÁRIOS (livre-iniciativa, sexo, drogas e rock ‘n roll) e os PROGRESSISTAS (estado forte/assistencialista, sexo, drogas e rock ‘n roll) estavam destruindo nossa civilização.

    Curtir

  3. Aloisio Barros

    Esse cara me lembra muito, muito mesmo um que conhecemos bem: Collor! Cheio de planos, ambicioso, metido à besta, arrogante e etc, etc, etc. Deu no que deu a empáfia toda.

    Curtir

  4. Mais uma bola dentro do Trump. Ele está para faxinar a destruição da América pelos democratas e Obama.

    Curtir

  5. Tudo o que se publica sobre o tema TRUMP na imprensa, nada mais é que “vingancinha de crianças mimadas”. Porque eles perderam as regalias financiadas pela esquerda americana.

    Aqui, no Brasil, vai demorar um pouco mais, até porque estamos enterrados de esquerdalhas em TODAS as esferar públicas e privadas.

    Curtir

  6. célio alvarenga marques

    trumpistas imbecis,vocês não pautam a imprensa livre!não adianta esperneio!a imprensa vai continuar mostrando os podres de dump trump e se vocês não gostarem que leiam o breitbart news!

    Curtir