Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump e Xi devem arrematar acordo comercial nos próximos dias

Presidente americano sinaliza com postergação do prazo máximo das negociações, em 1º de março, se as conversas 'estiverem no caminho certo'

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira, 15, que conversará nos próximos dias com o líder chinês, Xi Jinping, para arrematar os últimos tópicos – os mais conflitantes – de um acordo para acabar com a guerra comercial entre os dois países. O prazo para a conclusão das negociações termina em 1º de março.

“Os negociadores chineses virão para cá na próxima semana. Devo falar com o presidente Xi sobre os temas restantes”, afirmou na Casa Branca, quando informava a nação sobre sua decisão de decretar emergência nacional com a finalidade de construir um muro de 1.600 quilômetros na fronteira com o México.

Trump afirmou ainda que se reunirá com a presidente da Câmara dos Deputados, a democrata Nancy Pelosi, e com o líder da maioria democrata no senador, Chuck Schumer, para garantir uma tramitação mais tranquila do acordo comercial com a China no Congresso.

Negociadores dos dois países se encontraram nesta semana em Pequim. Ainda não está claro se avançaram nas negociações. Nesta sexta-feira, Trump afirmou estar disposto a postergar o prazo máximo para a conclusão do acordo se “as negociações estiverem no caminho certo”.

O presidente americano afirmou não considerar a hipótese contrária. Mas, nesse caso, os Estados Unidos estão preparados para impor tarifas de importação entre 10% e 25% sobre 200 bilhões de dólares em produtos chineses. A China deverá retaliar o ingresso de 60 bilhões de dólares em bens americanos.

A guerra comercial, iniciada pelos Estados Unidos no ano passado, tornou-se uma das principais causas da desaceleração do crescimento da economia mundial e terá impacto ainda maior, nos próximos anos, se o acordo bilateral não for alcançado.