Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Donald Trump é indicado ao prêmio Nobel da Paz por deputado

Indicação foi feita por parlamentar norueguês; Fundação do Nobel recebe milhares de sugestões de candidatos aos seus prêmios por ano

Por Da Redação Atualizado em 9 set 2020, 11h32 - Publicado em 9 set 2020, 11h18

O nome do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi sugerido para entrar na lista de candidatos ao prêmio Nobel da Paz de 2021 pelo deputado norueguês, Christian Tybring-Gjedde, que também é membro da comitiva do país na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), segundo a emissora americana Fox News.

Tybring-Gjedde citou o acordo de normalização das relações entre Israel e Emirados Árabes Unidos como mérito suficiente para a nomeação. “Eu acho que ele fez muito mais criando a paz entre duas nações do que outros nomeados ao Prêmio da Paz”, disse. Tel Aviv e Abu Dhabi nunca estiveram em guerra aberta.

ASSINE VEJA

Os riscos do auxílio emergencial Na edição da semana: a importância das reformas para a saúde da economia. E mais: os segredos da advogada que conviveu com Queiroz
Clique e Assine

Na carta de indicação ao comitê, Tybring-Gjedde afirmou que o acordo entre o dois países pode abrir as portas para que outras nações do Oriente Médio sigam o exemplo dos Emirados Árabes e normalizem as relações com Israel. “Esse acordo pode ser uma virada no jogo que vai levar a cooperação e prosperidade ao Oriente Médio”, afirmou, segundo a Fox News.

A indicação do parlamentar norueguês é uma entre as centenas que são recebidas pela Fundação Nobel ao longo do ano. “Todo ano, milhares de acadêmicos, professores universitários, cientistas, laureados anteriores com o Nobel, membros do parlamento e outros, são chamados a indicar candidatos ao prêmios Nobel para o próximo ano”, diz a Fundação em seu próprio site.

A Fundação Nobel aceita todas as candidaturas válidas, mas ter o nome indicado não é necessariamente um sinal de aprovação, pois para os organizadores do prêmio, somente a lista final – com apenas cinco nomes – é válida. Os nomes dos candidatos, porém, não são divulgados publicamente.

  • Esta não é a primeira vez que Trump é indicado. O americano foi nomeado em 2018 também por Tybring-Gjedde. Em 2016, ele foi indicado por um patrono misterioso, quando ainda concorria à Presidência americana.

    Na entrevista à Fox News, Tybring-Gjedde disse não ser um apoiador de Trump. No entanto, assim como o presidente americano, o parlamentar norueguês é ferozmente contra a imigração e uma vez comparou o hijab a roupas usadas pelos nazistas e pela Ku Klux Klan. 

    Continua após a publicidade
    Publicidade