Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump e Hillary aparecem empatados em nova pesquisa

Os dois candidatos à Casa Branca aparecem com 40% das intenções de voto, em pesquisa do The New York Times e da CBS News

A vantagem de Hillary Clinton sobre Donald Trump na corrida eleitoral americana desapareceu, de acordo com uma pesquisa do jornal The New York Times e da rede CBS News, divulgada nesta quinta-feira. Os dois candidatos aparecem com 40% das intenções de votos, poucos dias antes das convenções dos partidos, onde serão apresentados oficialmente.

No mês passado, o mesmo levantamento mostrou uma vantagem de 6 pontos porcentuais da candidata democrata. Hillary saiu prejudicada após passar por investigação do FBI (a polícia federal americana) pelo uso de uma conta de e-mail privativo quando foi secretária de Estado. Apesar de as autoridades concluírem que ela não deveria sofrer um processo judicial, Clinton foi taxada de “descuidada” e um número crescente de eleitores acredita que a ex-primeira dama não é confiável.

A taxa de rejeição de Hillary cresceu desde o último mês e ultrapassou a de Trump, que apesar de negativa, se mantém regular desde o início da campanha. Segundo a pesquisa, 67% dos eleitores acham que Clinton não é honesta, em comparação com 62% em junho. O magnata republicano continua com 62%, mesmo sob acusações de fraudes na Universidade Trump.

Leia também
Programa eleitoral republicano: conservadorismo e protecionismo
Sanders oficializa apoio a Clinton após mais de um mês de resistência
Obama participa de primeiro comício ao lado de Hillary 

Vice-presidência — Trump divulgou em sua conta na Twitter que irá anunciar nesta sexta-feira, em Nova York, quem irá lhe acompanhar na chapa como vice-presidente. Em entrevista ao The Wall Street Journal, o bilionário revelou quem eram suas principais opções: o governador de Indiana, Mike Pence, o de Nova Jersey, Chris Christie e o ex-presidente da Câmara dos Representantes, Newt Gingrich. Já Hillary preferiu manter o processo em segredo, mas deve revelar sua escolha antes da convenção democrata, em 25 de julho.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. sidney abreu

    Caso Trump vença, estaremos muito próximos de um armagedon….. E não será produzido por Hollywood…

    Curtir