Clique e assine a partir de 8,90/mês

Trump diz que tropas não vão deixar Iraque até país pagar por base

Parlamento iraquiano aprovou resolução pela saída dos soldados americanos após ataque que matou Soleimani

Por Da Redação - Atualizado em 7 jan 2020, 09h49 - Publicado em 6 jan 2020, 09h30

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou no domingo 5 que suas tropas não vão deixar o Iraque até que Bagdá pague pelo custo da base militar construída pelos americanos no país. A declaração veio depois de o Parlamento iraquiano aprovar uma resolução pela saída das tropas dos EUA do país. O desgaste entre as duas nações aumentou depois de Washington ter matado o general iraniano Qasem Soleimani em um bombardeio em Bagdá que não teve o aval do governo local.

“Nós não vamos sair até que eles nos paguem”, afirmou Trump a repórteres a bordo do avião presidencial Força Aérea Um, segundo reportou a rede CNN. “Nós temos uma base extraordinariamente cara lá. Nos custou bilhões de dólares, bem antes do meu mandato.” O presidente americano ainda ameaçou o Iraque com sanções caso o país expulse os soldados americanos.

Ao todo, 5.200 militares americanos estão no país, onde participavam de combate contra o avanço do grupo Estado Islâmico e de treinamento das forças de segurança iraquianas.

A resolução aprovada pelo Parlamento também pede ao governo para cancelar o pedido de assistência da coalizão internacional para combater o grupo terrorista porque considera que as operações militares contra os extremistas no país já terminaram.

Coalização afirma ter encerrado apoio ao Iraque

Também no domingo, a coalizão internacional liderada pelos EUA anunciou a suspensão das atividades de apoio e treinamento das tropas do Iraque para se concentrar na proteção das bases onde suas forças estão posicionadas no país árabe.

Continua após a publicidade
Publicidade