Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Trump diz que só se declarará ganhador ‘quando houver vitória’

Em entrevista na manhã das eleições, presidente disse estar confiante no resultado da votação e esperar sucesso em estados cruciais

Por Julia Braun Atualizado em 3 nov 2020, 11h42 - Publicado em 3 nov 2020, 11h33

Em entrevista na manhã desta terça-feira, 3, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que só se declarará ganhador das eleições “quando houver vitória e se houver vitória”. O republicano, porém, disse estar confiante.

“Nos sentimos muito bem”, disse o presidente, em entrevista por telefone à emissora Fox News. “Acredito que vamos vencer”.

Trump contou que espera grandes vitórias em estados cruciais, incluindo Arizona, Flórida e Texas, além da Carolina do Norte e Pensilvânia. “Acreditamos que estamos indo muito bem em todos os lugares”, afirmou, antes de declarar que terá uma boa votação entre os afro-americanos e os latinos.

Quando questionado se poderia se declarar vencedor antes mesmo da apuração final dos votos, Trump afirmou que pretende esperar resultados conclusivos. “Mas só quando houver vitória. Você sabe, não há razão para jogar”, completou.

  • No domingo, uma reportagem do site Axios alegou que Donald Trump planeja se autodeclarar vencedor assim que os primeiros resultados preliminares da eleição forem anunciados. Segundo fontes da Casa Branca ouvidas pela matéria, o presidente e sua campanha irão desacreditar nos dias seguinte à votação a apuração de votos por correspondência.

    À Fox News, Trump afirmou ser “terrível” e “perigoso” que milhões de votos pelo correio não possam ser contados na quarta-feira.

    Atrás na maioria das pesquisas de opinião, Trump atacou seu rival democrata Joe Biden, a mídia “tendenciosa” e a “extrema esquerda”, reiterando seus argumentos em busca de mais quatro anos na Casa Branca. “Joe não está bem”, disse, acrescentando que “ele não está no auge. Na verdade, nunca esteve”.

    (Com AFP)

    Continua após a publicidade
    Publicidade