Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump diz que ‘Rússia, China ou Napoleão Bonaparte’ podem proteger curdos

Presidente, que retirou tropas americanas da região e expôs antigos aliados a ataques da Turquia, pediu ação de outros governos para evitar mortes

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu, nesta segunda-feira 14, que os curdos na Síria, até recentemente aliados de Washington, procurem a ajuda do imperador francês do século XIX Napoleão Bonaparte, após o próprio Trump determinar a saída de quase mil soldados americanos do país.

“Qualquer um que queira ajudar a Síria a proteger os curdos é bom para mim, seja a Rússia, a China ou Napoleão Bonaparte. Espero que todos façam isto, nós estamos a 7 mil milhas de distância!”, escreveu Trump no Twitter.

A Turquia ameaçou invadir o nordeste da Síria após iniciar uma ofensiva contra os curdos, na semana passada, que deixou mais de 300 mortos, dos dois lados, e 160 mil refugiados. Para coibir a ação turca, Trump anunciou, nesta segunda, sanções econômicas ao país, mas mantém a posição de retirar os militares americanos da região. 

Trump defendeu sua ordem de retirada do nordeste da Síria e de abandonar os curdos, alegando que a missão dos Estados Unidos de derrotar o Estado Islâmico na região foi “100%” executada. O presidente americano disse, ainda, que o presidente sírio, Bashar al Assad, deveria se encarregar de defender a região.

“Deixem que a Síria e Assad protejam os curdos e lutem contra a Turquia por sua própria terra. Disse isso aos meus generais. Por que motivo deveríamos estar lutando pela Síria e por Assad para proteger a terra do nosso inimigo?”, declarou.

(Com AFP)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Bandarra

    Não. Estão lá com suas tropas. Só puxaram o tapete, mais uma vez, de aliados.

    Curtir