Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump diz que refugiados podem repetir o 11 de setembro

O magnata acusou os refugiados de chegarem aos EUA com suporte do EI

Em mais uma declaração polêmica, o magnata e provável candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos Donald Trump afirmou nesse domingo que os refugiados que chegam ao país podem cometer mais um atentado como o de 11 de setembro de 2001.

Ao ser questionado pelo âncora que comandava a entrevista via rádio ao site Buzzfeed News se achava que apenas um novo 11 de setembro faria as pessoas “acordarem sobre a segurança na fronteira”, Trump respondeu: “Eu acho, eu realmente acho”. “Haverá ataques inimagináveis cometidos por pessoas que estão entrando agora no país”, afirmou Trump.

Leia mais:

Cameron: proposta de Trump de barrar muçulmanos é “estúpida”

Promessa é dívida: colunista come jornal após duvidar da vitória de Trump

Mordomo de Trump é investigado por insultar e ameaçar Obama no Facebook

O magnata disse que se for eleito adotará medidas rigorosas e será muito rigoroso em relação aos refugiados. “Nosso país já tem dificuldades suficientes agora, sem deixar os sírios entrarem. E nós nem sabemos se são sírios mesmo. Não sabemos de onde eles vêm. Eles poderiam ser do EI”, afirmou.

Segundo Trump, os imigrantes que chegam aos Estados Unidos têm telefones celulares “com bandeiras do Estado Islâmico”. “Quem paga as tarifas?”, indagou o republicano, sugerindo que os refugiados são apoiados financeiramente pelo grupo terrorista.

Durante toda sua campanha eleitoral, Trump demonstrou posições contrárias à imigração. Em fevereiro, o republicano chegou a comentar que, se eleito, aplicaria tortura em pessoas condenadas ou suspeitas de terrorismo. Depois das reações contrárias às suas declarações, o magnata recuou da ideia.

(Da redação com ANSA)