Trump diz que pedirá “grande investigação” sobre fraude eleitoral

O presidente americano afirma que milhões de votos ilegais o impediram de vencer pela soma dos votos populares

Por Da redação - 25 jan 2017, 12h47

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira que pretende solicitar uma “grande investigação” sobre fraude eleitoral, que irá focar em dois Estados e supostos eleitores ilegais.

“Irei pedir uma grande investigação sobre FRAUDE ELEITORAL, incluindo dos [eleitores] registrados para votar em dois Estados, e aqueles que são ilegais… e, mesmo aqueles registrados para votar que estão mortos [e muitos há muito tempo]. Dependendo do resultado, iremos fortalecer os procedimentos eleitorais”, disse Trump em publicação no Twitter.

Na última segunda-feira, durante um encontro com congressistas, Trump repetiu um discurso sem provas de que entre 3 e 5 milhões de votos ilegais impediram sua vitória na soma dos votos totais – ele venceu com a soma dos votos dos delegados, conforme legislação eleitoral americana. Um dia depois, seu secretário de imprensa, Sean Spicer, reiterou a acusação, também sem apresentar evidências de fraude.

 

Publicidade