Clique e assine a partir de 9,90/mês

Em 1ª reunião com deputados, Trump espalha ‘fatos alternativos’

Presidente americano repetiu que resultados das eleições foram afetados pelo votos de imigrantes ilegais

Por Da redação - Atualizado em 24 jan 2017, 21h46 - Publicado em 24 jan 2017, 12h41

Em sua primeira reunião com congressistas americanos, o presidente Donald Trump compartilhou ‘fatos alternativos’. A expressão, utilizada por sua assessora Kellyanne Conway para justificar a menor audiência na posse de Trump em relação à de Obama, parece fadada a ser uma marca do início do governo. Trump, voltou a dizer que ganhou da democrata Hillary Clinton também no voto popular. De acordo com o jornal The New York Times, Trump disse que entre três e cinco milhões de imigrantes ilegais (e não autorizados a votar) escolheram Hillary nas urnas. Porém, essa é uma versão mentirosa dos fatos, compartilhada em redes sociais e em notícias falsas.

Por causa das singularidades do sistema eleitoral nos Estados Unidos, o republicano teve menos votos na contagem geral, mas ganhou a contagem no colégio eleitoral e por isso conquistou o mandato. De acordo com o NYT, não há evidências de fraudes no país, muito menos de milhões delas. Trump apenas repetiu o que ele já havia dito em um tuíte em novembro.

Além disso, o político também comentou sobre a quantidade de pessoas que estavam em Washington para a cerimônia de posse. Desta vez, ele não deu números, mas disse que era a maior multidão que ele já havia visto, segundo relatou o deputado democrata Steny Hoyer à rede CNN.

Publicidade