Clique e assine a partir de 9,90/mês

Trump diz que está pronto para lidar com ‘surpresa’ norte-coreana

Ex-conselheiro John Bolton disse que é provável que o governo dos EUA tenha que admitir publicamente que sua política para Coreia do Norte foi um fracasso

Por Agência Brasil - 25 dez 2019, 11h38

O presidente americano, Donald Trump, disse que os Estados Unidos vão conseguir lidar com qualquer surpresa da Coreia do Norte. Em conversa com repórteres, em seu resort na Flórida nesta terça-feira 24, Trump se referiu às recentes ameaças de Pyongyang.

O presidente americano disse: “Vamos ver o que vai acontecer. Eu vou lidar com as coisas conforme ocorrerem”. Ele também afirmou que o ditador norte-coreano, Kim Jong-un, pode enviar “um belo vaso, em vez de um teste de míssil”.

A Coreia do Norte estabeleceu unilateralmente o fim do ano como prazo para que os Estados Unidos suspendam sanções e façam outras concessões nas negociações sobre desnuclearização. Pyongyang alertou que depende apenas de Washington o tipo de “presente de Natal” que vai receber.

Trump havia sugerido anteriormente que os Estados Unidos poderiam utilizar força militar contra a Coreia do Norte.

Continua após a publicidade

John Bolton

O ex-conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos John Bolton disse que é provável que o governo Trump tenha que admitir publicamente que sua política para a Coreia do Norte foi um grande fracasso.

No último domingo 22, o site de notícias Axios publicou entrevista com Bolton, que foi demitido pelo presidente Trump em setembro. O ex-conselheiro disse que não acredita que o governo Trump “realmente esteja falando sério” quando o próprio presidente ou outras autoridades prometem impedir a Coreia do Norte de ter armas nucleares.

Bolton disse ainda que a impressão de que os Estados Unidos estariam pressionando a Coreia do Norte o máximo possível infelizmente não é verdade.

O ex-conselheiro criticou Trump por ter declarado não estar preocupado com os testes de mísseis de curto alcance feitos pela Coreia do Norte. Segundo Bolton, esta declaração é passível de ser interpretada como um sinal de que o presidente não está preocupado com o risco em potencial que esses testes representam para o Japão e a Coreia do Sul, aliados dos Estados Unidos, ou para as tropas americanas posicionadas na região.

Continua após a publicidade

John Bolton disse que caso o líder norte-coreano, Kim Jong-un, cumpra sua ameaça de dar aos Estados Unidos um “presente de Natal”, a Casa Branca deve admitir que errou em sua abordagem com a Coreia do Norte.

Publicidade