Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Trump desiste de hotel no Rio citado em investigação criminal

Os Hotéis Trump não quiseram comentar se a decisão de se retirar do hotel do Rio tinha alguma relação com a investigação em curso

Por Da redação Atualizado em 15 dez 2016, 12h11 - Publicado em 15 dez 2016, 11h57

A Organização Trump informou nesta quarta-feira ter se retirado do empreendimento de um hotel no Rio de Janeiro que é parte de uma investigação criminal no Brasil, com uma porta-voz dos Hotéis Trump alegando “atrasos na construção e diferenças de visão”. O Trump Hotel Rio de Janeiro, uma propriedade de frente para a praia com 170 quartos e perto de onde foi o Parque Olímpico, era gerenciado pela empresa imobiliária do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, embora nenhum dinheiro da Organização Trump tenha sido investido no projeto.

“Infelizmente, os desenvolvedores do hotel no Rio de Janeiro estão bastante distantes de completar a propriedade e a visão deles para o hotel não mais se alinha com a marca dos Hotéis Trump”, afirmou Jennifer Rodstrom, porta-voz dos Hotéis Trump, num comunicado por e-mail nesta quarta. A agência Reuters havia noticiado em novembro que o procurador federal Anselmo Lopes havia aberto uma investigação criminal sobre os investimentos feitos por dois pequenos fundos de pensão estatais no hotel.

Leia também
EUA acusam Putin de liderar pessoalmente hackers em prol de Trump
Conselheiro de Trump dividiu informações sigilosas sem permissão
CEO da Exxon (e amigo de Putin) será o secretário de Estado de Trump 

Os Hotéis Trump não quiseram comentar se a decisão de se retirar do hotel do Rio tinha alguma relação com a investigação. Quando abriu a investigação, Lopes disse que o tamanho, a estrutura e o risco de investimento no hotel, cujo proprietário e desenvolvedor é a LSH Barra Empreendimentos Imobiliários, era suspeito.

“É necessário verificar se o favoritismo mostrado pelos fundos de pensão em relação à LSH Barra Empreendimentos Imobiliários e à Organização Trump foi devido a pagamentos ilícitos e propina”, disse Lopes na ocasião. A Organização Trump e a LSH negam irregularidades.

Os planos para construir o hotel foram anunciados em 2014, e a previsão é que ele ficasse pronto a tempo das Olimpíadas em agosto. Os atrasos fizeram com que o hotel estivesse aberto somente de forma parcial durante os Jogos, com menos de metade dos quartos disponível.

Trump Hotel, localizado no Rio de Janeiro (RJ) - 14/12/2016
Trump Hotel, localizado no Rio de Janeiro (RJ) – 14/12/2016 Pilar Olivares/Reuters

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês