Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump acusa China de comércio desleal contra os EUA

O magnata afirmou que os chineses são responsáveis pelo “maior roubo da história do mundo”

O pré-candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos Donald Trump criticou a política de comércio da China, a qual classificou como desleal, durante um comício em Fort Wayne, Indiana, neste domingo. Segundo Trump, Washington não pode “continuar permitindo que a China estupre” o seu país.

O magnata afirmou também que os chineses são responsáveis pelo “maior roubo da história do mundo”. Essa não foi a primeira vez que Trump denunciou a China por seu comércio irregular. O republicano há muito tempo acusa o país de manipular sua moeda para tornar suas exportações mais competitivas mundialmente. Essas práticas, segundo ele, têm prejudicado muito empresas e trabalhadores americanos.

“Nós vamos mudar esse jogo, e nós temos as cartas, não se esqueçam disso”, acrescentou. Trump explicou que não está “zangado com a China”, mas com os líderes americanos, que acusou de serem “grosseiramente incompetentes”.

Leia também:

Entenda as eleições primárias americanas

Obama, o piadista, tira sarro de Trump em jantar

Protestos em comício de Trump terminam em confronto e prisões

Trump promete ‘tirar a ferrugem’ da política externa americana

Indiana – As pesquisas que medem os prováveis resultados das primárias no estado de Indiana nessa terça-feira apontam para uma vitória de Donald Trump. O empresário conta com o apoio de 49% dos republicanos inscritos para votar em Indiana contra 34% do senador Ted Cruz, de acordo com uma pesquisa divulgada neste domingo.

Graças aos triunfos da semana passada em cinco estados do nordeste do país, Trump tem agora quase 1.000 delegados dos 1.237 necessários para ser proclamado candidato, comparado com os 565 de Cruz e 153 do governador de Ohio, John Kasich.

(Da redação)