Clique e assine com até 92% de desconto

Trump a líder supremo do Irã: ‘seja muito cuidadoso com as palavras’

Aviso do presidente dos Estados Unidos ocorre depois de uma série de críticas feitas pelo iraniano em um raro discurso público feito em Teerã

Por EFE 18 jan 2020, 11h06

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um alerta nesta sexta-feira ao líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, para que ele seja “muito cuidadoso com as palavras”. O aviso ocorre depois de uma série de críticas feitas pelo iraniano em um raro discurso público realizado em Teerã, capital do Irã. O aiatolá pediu “unidade e cooperação” aos países islâmicos contra os EUA e pediu que o povo iraniano não se renda ou confie na Europa.

“O chamado ‘líder supremo’ do Irã, que não tem sido tão supremo ultimamente, disse algumas coisas desagradáveis sobre os Estados Unidos e a Europa. Sua economia está em crise, sua gente está sofrendo. Ele deveria ter mais cuidado com suas palavras”, escreveu o presidente americano no Twitter.

Dezenas de milhares de pessoas acompanharam o discurso de Khamenei durante a oração de sexta-feira dos muçulmanos. Foi a primeira vez em oito anos que o aiatolá fez esse tipo de aparição, coincidindo com um momento de tensão com os EUA e com a Europa.

“O caminho para a salvação é não ter medo do inimigo”, disse Khamenei, que denunciou que os EUA tentam “criar discórdias” e “controlar os países da região e suas riquezas”, disse. “O maior castigo (para os EUA) será a saída da região”, apostou o líder supremo do Irã.

O assassinato do general Qasem Soleimani em um ataque dos EUA em Bagdá provocou uma grave crise entre os dois países. O Irã respondeu dias depois lançando mísseis contra uma base militar no Iraque onde atuavam tropas americanas. O ataque, que os EUA preferiram responder com sanções econômicas, foi visto por Khamenei como um “duro golpe” contra os americanos./

Continua após a publicidade
Publicidade