Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tropas da Nigéria retiram todos os moradores de Jakana

Cidade está na rota dos extremistas do Iswap que, com o Boko Haram, provocou mais de 27.000 mortes no Norte do país em 10 anos

Em operação militar para a proteção de civis das ações de dois grupos extremistas, o Exército da Nigéria forçou a retirada dos mais de 10.000 moradores de Jakana, cidade do norte do país, informou nesta quinta-feira, 11, a Organização das Nações Unidas (ONU). A cidade está na rota de passagem dos extremistas do Província do Oeste da África do Estados Islâmico (Iswap, na sigla em inglês).

A retirada deu-se na noite de terça-feira 9, conforme noticiou a rede de televisão Al Jazeera. Segundo as Nações Unidas, a maior parte das pessoas fugiu para a capital do estado de Borno, Maiduguri.

“A cidade inteira de Jakana estava vazia, e as pessoas foram forçadas a seguir para Maiduguri com muito pouco tempo para pegar seus pertences”, afirmou o coordenador humanitário da ONU, Edward Kallon. “Algumas pessoas disseram que elas chegaram a Maiduguri sem nada, nem mesmo sapatos nos pés.”

A região tem sido alvo de ataques de dois ferozes grupos extremistas – Boko Haram e da Iswap. Milhares de nigerianos deixaram suas cidades, nesta parte norte do país, em fuga da violências desses dois grupos. Nas últimas semanas, os extremistas foram bombardeados pela coalizão formada pela Nigéria, Chade e Camarões.

Segundo a Al Jazeera, os dez anos de conflitos na Nigéria provocaram a morte de mais de 27.000 pessoas e geraram o deslocamento de 1,8 milhão de pessoas.