Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tribunal examinará recurso de nulidade em caso de proxenetismo que envolve DSK

O tribunal de apelações de Douai (norte) examinará no dia 27 de junho um recurso de nulidade do caso de proxenetismo, o chamado caso do Carlton de Lille, no qual foram acusadas oito pessoas, entre elas o ex-chefe do FMI Dominique Strauss-Kahn.

Olivier Bluche, advogado de um dos acusados, apresentou no dia 19 de abril um recurso de nulidade “de todo o procedimento” e um recurso de anulação da acusação de seu cliente, um delegado de polícia acusado de pronexenismo em crime organizado e de abuso de bens sociais, indicou o próprio Bluche à AFP.

Todas as partes envolvidas foram convocadas à audiência e todas podem levantar questões de nulidade.

É o caso de Dominique Strauss-Kahn, cujo recurso de nulidade “sobre um certo número de pontos” do arquivo será examinado durante a audiência, indicou sua advogada Frédérique Baulieu.

Na quarta-feira, Strauss-Kahn conseguiu que fosse anulada a proibição que pesava sobre ele de evocar este caso na imprensa. Seus advogados consideraram que esta decisão é uma “primeira desautorização jurídica” da acusação.

O ex-diretor do Fundo Monetário Internacional foi acusado no fim de março de proxenetismo em crime organizado no âmbito deste caso, desencadeado pelas acusações de que diretores do hotel Carlton de Lille (norte) colocavam seus clientes em contato com prostitutas durante suas estadias no estabelecimento.