Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Tribunal de Moscou considera Khodorkovski culpado

Ex-magnata é acusado de roubar 218 milhões de toneladas de petróleo

Por Da Redação 27 dez 2010, 10h27

O ex-magnata do petróleo russo Mikhail Khodorkovski e seu principal sócio, Platon Lebedev, foram considerados culpados nesta segunda-feira por um tribunal moscovita. Este foi o segundo julgamento por que passaram, acusados de um roubo de 218 milhões de toneladas de petróleo, informou a agência ITAR-TASS. O advogado de Khodorkovski já anunciou que vai apelar da condenação.

Poucos repórteres tiveram acesso ao tribunal de Jamovniki, mas o juiz Viktor Danilkin pediu a todos que deixassem o local antes da leitura completa do veredito. Sabe-se, no entanto, que a promotoria pediu 14 anos de prisão para Khodorkovski e Lebedev.

Caso – Na Rússia muitos consideram o caso Yukos algo montado pelo governo russo para atingir um empresário independente, que financiava a oposição e não hesitava em contradizer o presidente da época, Vladimir Putin, atual primeiro-ministro. “Liberdade para os presos políticos! Rússia sem Putin!”, gritam simpatizantes de Khodorkovski.

Ex-proprietário da Yukos, grupo emblemático da indústria petroleira desmantelado em benefício de empresas ligadas ao Kremlin, Khodorkovski é julgado, ao lado de Lebedev, desde março de 2009. Ambos, presos desde 2003, cumprem uma condenação de oito anos por fraude e evasão de impostos.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade