Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Tribunal adia julgamento de vice-presidente iraquiano após recurso da defesa

Por Da Redação 10 Maio 2012, 07h40

Bagdá, 10 mai (EFE).- Um tribunal iraquiano decidiu nesta quinta-feira adiar indefinidamente o julgamento do vice-presidente sunita do país, Tareq al Hashemi, acusado de terrorismo e atualmente na Turquia, após o recurso de apelação apresentado por sua defesa, disse à Agência Efe uma fonte judicial.

A fonte do Conselho da Justiça Suprema do Iraque explicou que a decisão da Corte foi tomada para estudar a apelação dos advogados defensores, que consideram que este tribunal não tem competências para processar o vice-presidente.

Os advogados solicitaram que o caso de Al Hashemi seja transferido ao Tribunal de Unidade Supremo, acrescentou a fonte.

Al Hashemi e seus seguranças são acusados de terem cometido diversos crimes, entre eles os assassinatos de seis juízes, de um diretor-geral no Ministério de Segurança Nacional, um oficial do Ministério do Interior e uma advogada.

Por falta de provas, 13 de seus seguranças foram colocados em liberdade, enquanto outros 73 permanecem detidos.

O vice-presidente sunita, acusado de supostamente ter encomendado a seus seguranças vários assassinatos no Iraque, buscou refúgio no Curdistão iraquiano e agora se encontra na Turquia.

No último dia 8, a organização policial internacional Interpol emitiu um alerta para a detenção e entrega de Al Hashemi entre os 190 países-membros da organização. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade