Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Três americanas desaparecidas há anos são encontradas

Jovens eram procuradas há cerca de uma década e foram descobertas com vida em uma casa na cidade de Cleveland. Polícia local prendeu três pessoas

Três jovens americanas que estavam desaparecidas há cerca de uma década foram encontradas com vida nesta segunda-feira no estado de Ohio. De acordo com as autoridades do país, elas estão em observação em um hospital e passam bem.

As mulheres foram identificadas como Amanda Berry, que desapareceu aos 16 anos em 2003, Gina DeJesus, que tinha 14 anos quando sumiu em 2004, e Michele Knight, que tinha sido vista pela última vez em 2002, aos 20 anos. Todas foram encontradas em uma casa na cidade de Cleveland, perto do local de seus desaparecimentos.

Fuga – Um vizinho da residência contou para a rede de televisão ABC que ajudou uma das jovens, Amanda Berry, a fugir da casa. “Escutei gritos e vi esta garota chutando a porta e gritando”, relatou Charles Ramsey. “Eu perguntei: ‘Posso ajudar? O que está acontecendo?’ E ela disse: ‘Eu fui sequestrada. Me ajude a sair, estou aqui há muito tempo'”. Com a ajuda de outros vizinhos, Ramsey arrombou a porta e ajudou Berry a sair. Segundo ele, a jovem carregava uma criança de colo. Pouco depois, a polícia entrou no local e resgatou as outras duas desaparecidas.

Ainda na noite de segunda-feira, a polícia americana divulgou para a imprensa a dramática ligação que Amanda fez ao deixar a casa de seu raptor. “Me ajude. Eu sou Amanda Berry, fui sequestrada e estive desaparecida por dez anos. Agora eu estou aqui e estou livre.”

Ainda no hospital, Amanda Berry (à direita) posa ao lado da irmã Ainda no hospital, Amanda Berry (à direita) posa ao lado da irmã

Ainda no hospital, Amanda Berry (à direita) posa ao lado da irmã (/)

De acordo com a rede BBC, as autoridades de Cleveland prenderam três homens da mesma família, todos na faixa dos cinquenta anos, por suspeita de envolvimento com os sequestros. Um dos detidos foi identificado como Ariel Castro, um motorista de ônibus escolar.

“Este não é o final que estamos acostumados para essas histórias. Estamos muito felizes”, disse Gerald Maloney, um dos médicos que atenderam as jovens. O prefeito de Cleveland, Frank Jackson, também se pronunciou sobre o caso. “Eu estou muito grato que Amanda Berry, Gina DeJesus e Michelle Knight foram encontradas vivas”, afirmou, antes de advertir: “Temos ainda muitas perguntas sem respostas neste caso e as investigações vão continuar.”