Clique e assine com até 92% de desconto

Tráfego de veículos causa inclinação do Coliseu

Prefeito afirma que a partir de 2015 não haverá carros nos arredores do Coliseu

Por Da Redação 1 ago 2012, 18h05

O Coliseu, mais conhecido de todos os monumentos romanos, está com uma inclinação de 40 centímetros. No ano passado começaram a cair pedaços da edificação e agora a superintendência arqueológica de Roma assume que há um desnível, que segundo alguns especialistas já era notado há mais de um ano.

De acordo com reportagem do jornal ‘El País’, as causas para o fenômeno são conhecidas: uma delas é o excesso de carros, motos e ônibus que circulam no entorno do monumento produzem uma trepidação muito acima do suportável para uma edificação construída no ano 80 d.C. O prefeito de Roma, Gianni Alemanno, anunciou que, a partir de 2015, não haverá carros nos arredores do Coliseu. “Temos um projeto que prevê uma distribuição viável para deixar o tráfego a uma longa distância do monumento e também do Fórum Romano”, assegurou Alemanno.

Mesmo com o desnível, a superintendente de bens arqueológicos de Roma, Maria Rosaria Barbera, afirmou que não há motivo para preocupação. Segundo ela, não há nenhum efeito como o da Torre de Pisa e as análises realizadas sobre o desnível não preocupam.

Restauração – A reforma está estimada em 25 milhões de euros. Devido a crise que enfrenta o país, o governo italiano fez um apelo ao setor privado para patrocinar a restauração, e foi atendido pelo rei italiano dos sapatos, o proprietário do grupo Tod’s, Diego Della Valle.

Continua após a publicidade
Publicidade