Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Tóquio vai reconhecer união entre pessoas do mesmo sexo

Segundo Yuriko Koike, governadora da capital japonesa, emissão de permissões começa em abril de 2022.

Por Ernesto Neves Atualizado em 8 dez 2021, 16h07 - Publicado em 8 dez 2021, 15h36

O governo de Tóquio iniciará a partir de abril de 2022 a emissão de certificados de casamento para pessoas do mesmo sexo.

A informação foi divulgada pela governadora da capital japonesa, Yuriko Koike, na terça-feira 8.

Com uma população de 14 milhões de habitantes, a cidade decidiu introduzir o certificado depois que sua assembleia local pediu a mudança na lei.

Alguns distritos de Tóquio, bem como alguns outros municípios do Japão, já introduziram permissões semelhantes que reconhecendo oficialmente casais do mesmo sexo.

Isso, na prática, concede a casais LGBTQIA+ os mesmos direitos dos casais heterossexuais.

Continua após a publicidade

Ativistas, porém, afirmam que casais gays enfrentam desvantagens em áreas como a tributação, e que a desigualdade continuará mesmo após a aprovação do casamento.

Um tribunal em Sapporo, no norte do Japão, decidiu em março que impedir casais do mesmo sexo a formalizar seu casamento é inconstitucional.

Essa foi a primeira decisão do país sobre a legalidade do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

A homossexualidade é legalizada no Japão desde 1880, e o país é relativamente liberal em comparação com algumas outras nações asiáticas.

No continente, porém, o único país a legalizar o casamento gay em todo território nacional é Taiwan.

Continua após a publicidade

Publicidade