Clique e assine a partir de 9,90/mês

“Tire as mãos sujas da Venezuela”, diz Maduro a Trump

Em discurso transmitido ao vivo, presidente venezuelano mandou recado aos Estados Unidos

Por Da redação - 19 maio 2017, 20h33

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, atacou o presidente Donald Trump nesta sexta-feira após uma rodada renovada de sanções norte-americanas e fortes condenações a seu governo pelos Estados Unidos.

“Chega de intromissão… Vá para casa, Donald Trump. Saia da Venezuela”, disse Maduro em discurso transmitido ao vivo na TV. “Tire suas mãos sujas daqui”.

O governo Trump impôs sanções contra o presidente e sete outros membros do Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela na quinta-feira como punição pela anulação do Congresso, liderado pela oposição, em uma série de decisões neste ano.

O novo pacote de sanções tem objetivo de aumentar a pressão sobre Maduro e seus apoiadores contra a violenta repressão do governo que, em sete semanas de protestos, deixou 46 manifestantes mortos e mais de 13.000 feridos.

Continua após a publicidade

Na Casa Branca nesta quinta-feira, Trump expressou receio sobre como a Venezuela, antes em crescimento, agora enfrente a pobreza. O presidente americano disse que o país sul-americano “tem sido inacreditavelmente mal administrado” e que a situação humanitária em que se encontra é “uma desgraça para a humanidade”.

Maduro havia inicialmente pedido para o mundo dar uma chance a Trump após ele ter sido eleito em novembro, mas agora seu governo realizou a mais forte condenação até o momento contra o presidente republicano.

“As agressões do presidente Trump contra o povo venezuelano, seu governo e suas instituições ultrapassaram todos os limites”, segundo um comunicado do governo que acusava Washington de buscar desestabilizar a Venezuela e fomentar intervenção estrangeira.

(com Reuters)

Publicidade