Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Tigela chinesa de 1.000 anos é vendida por 38 milhões de dólares

Porcelana chinesa faz parte de estilo “extremamente raro” e superou em 28 milhões de dólares a expectativa inicial de preço de leilão

Por Da redação Atualizado em 3 out 2017, 15h46 - Publicado em 3 out 2017, 11h54

Trinta e oito milhões de dólares – cerca de 120 milhões de reais. Esse foi o lance final por uma porcelana chinesa vendida pela casa de leilões Sotheby’s nesta terça-feira em Hong Kong. A venda estabelece um novo recorde de preço para esse tipo de cerâmica originária da China.

O comprador, que não foi divulgado, teve que disputar uma ‘guerra de propostas’ de vinte minutos pela peça, cujo valor inicial esperado de venda era de 10 milhões de dólares. A porcelana, de tonalidade azul esverdeada, tem cerca de 1.000 anos, e foi confeccionada durante a dinastia Song, que durou de 960 a 1127. Ela foi classificada pela Sotheby’s como “extremamente rara”.

  • A peça, uma espécie de tigela que faz parte de um estilo conhecido como Ru guanyao (“gelo estalado”), tem um visual particular graças às contrações causadas no processo de resfriamento depois de passar pelo calor do forno e por camadas de um tipo de verniz. Ela foi produzida na antiga cidade de Ruzhou, situada hoje no que é a província central chinesa de Henan.

    Desde 1940, apenas seis porcelanas do estilo Ru foram postas à venda em leilão – a última delas também foi vendida pela Sotheby’s em Hong Kong por 27 milhões de dólares, em 2012.

    Continua após a publicidade
    Publicidade