Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Terrorista de Boston faz primeira aparição em 17 meses

Dzhokhar Tsarnaev compareceu em audiência preliminar em um tribunal de Boston antes do início do seu julgamento, previsto para iniciar em janeiro

Por Da Redação 19 dez 2014, 06h30

O jovem de origem chechena Dzhokhar Tsarnaev, coautor do atentado a bomba na Maratona de Boston, no ano passado, que deixou três mortos e mais de 260 feridos, fez sua primeira aparição pública em dezessete meses nesta quinta-feira, ao chegar ao Tribunal para uma audiência final antes do início de seu julgamento, em 5 de janeiro. Vestindo um casaco preto e calça cinza, Tsarnaev, de 21 anos, quase não falou durante o procedimento no Tribunal Federal em Boston. Ele só respondeu “sim” quando perguntado pelo juiz se ele estava entendo os procedimentos da corte e se os seus advogados estavam representando-o adequadamente.

Leia também:

Documentos detalham ferimentos de Tsarnaev em captura

Última vítima do atentado de Boston que estava internada deixa hospital

Atentado em Boston: prisão aponta origem de arma usada por terroristas​

Continua após a publicidade

Os assentos reservados ao público foram ocupados pelos sobreviventes do atentado de 15 de abril de 2013 e parentes dos mortos. Do lado de fora, um grupo de manifestantes exibia cartazes de apoio ao réu. Adeptos de teorias conspiratórias, eles afirmaram que Tsarnaev foi falsamente incriminado pela polícia. Alguns chegaram a provocar sobreviventes do atentado durante a chegada.

O julgamento de Tsarnaev deve começar no dia 5 de janeiro com a seleção do júri, e a audiência desta quinta-feira foi a última para resolver os detalhes finais. Ele pode ser sentenciado à pena de morte pelo atentado. Em julho de 2013, ele se declarou inocente das 30 acusações, que incluem conspiração para usar uma arma de destruição em massa resultando em morte, e ataque com bomba em local público resultando em morte.

Leia mais:

​Fotos da captura de terrorista de Boston são divulgadas

Advogada de terrorista de Boston já defendeu Unabomber

As investigações apontaram que Dzhokhar Tsarnaev e seu irmão mais velho, Tamerlan, montaram e plantaram as bombas caseiras que explodiram na linha de chegada da maratona. Após o ataque, a polícia americana deu início a uma caçada que culminou na morte do seu irmão mais velho, que foi apontado como o mentor do atentado.

Continua após a publicidade
Publicidade