Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Terrorista condenado por atentado em Madri é expulso da Espanha

Por Da Redação 16 mar 2014, 09h22

O marroquino Rafa Zouhier, condenado a dez anos de prisão por fornecer os explosivos utilizados nos atentados de 11 de março de 2004 em Madri, foi expulso da Espanha na madrugada deste domingo imediatamente após sair de prisão – assim que terminou de cumprir sua pena.

Fontes do Ministério do Interior informaram à agência EFE que Zouhier foi levado pela polícia até Tânger, no Marrocos, por volta das 02h30 locais (22h30 de sábado em Brasília). O ministro do Interior, Jorge Fernández Díaz, afirmou no sábado que o desejo de seu departamento era que Rafa Zouhier deixasse o território espanhol assim que fosse libertado. A expulsão de Zouhier aconteceu apesar de ter se casado recentemente na prisão com uma mulher espanhola.

Os atentados terroristas na capital espanhola causaram 191 mortes e deixaram mais de 2.000 feridos no metrô de Madri. Em 31 de outubro de 2007, a Audiência Nacional condenou Zouhier a 10 anos de prisão pela colaboração com a célula islamita que realizou os atentados. A sentença concluiu que Zouhier atuou como intermediário entre o ex-minerador espanhol José Emilio Suárez Trashorras, que forneceu os explosivos, e Jamal Ahmidan, líder da célula que cometeu os atentados.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade