Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Tempestade despeja equivalente a um ano de chuva sobre a Itália

Meteorologistas preveem mais dois dias de temporais para a região

Por Ernesto Neves Atualizado em 27 out 2021, 13h25 - Publicado em 27 out 2021, 12h56

O sul da Itália contabiliza prejuízos nesta quarta-feira (27), após um temporal despejar o equivalente a um ano de chuvas nas últimas 48 horas.

A cidade de Catânia, na Sicília, concentra a região mais crítica das chuvas. Duas pessoas morreram, e o prefeito, Salvo Pogliese, fez um apelo para que todos permaneçam em casa. 

“Passamos por dois dias muito difíceis. Vivemos horas dramáticas”, disse Pogliese, em vídeo postado no Facebook.

Mais de 600 operações de resgate foram realizadas somente em Catania desde a terça-feira (26), segundo informações divulgadas pelo Ministério do Interior.

O prefeito afirmou ainda que o tempo está “definitivamente melhor” , mas alertou que a previsão para quinta e sexta-feira continua “particularmente preocupante”.

 Novos avisos de alerta foram emitidos para quarta e quinta-feira para toda a Ilha da Sicília. 

Continua após a publicidade

Em entrevista concedida à imprensa local, o chefe da Defesa Civil de Catania alertou que as chuvas devem voltar com intensidade.

“O evento não acabou. Agora há um momento de estiagem, mas nossos modelos meteorológicos nos dizem que ela voltará. Horas complicadas nos aguardam nesta área. Esperamos uma piora significativa de quinta para sexta-feira”, disse.

Tempestades violentas não são incomuns no sul da Europa, e ocorrem em média duas vezes ao ano.

Chamados de Medicane, esses sistemas atmosféricos acontecem na região costeira do Mediterrâneo e podem ter força semelhante a de um furacão (hurricane, em inglês).

O problema, alertam climatologistas, é que os eventos vêm se tornando mais destrutivos com o aquecimento global.

À medida que a atmosfera da Terra fica mais quente, ela passa a reter mais umidade, o que explica a multiplicação de chuvas extremas e concentradas num curto período de tempo.

Catania, na Itália, contabiliza prejuízos após chuva recorde
Catania, na Itália, contabiliza prejuízos após chuva recorde Getty/Getty Images
Continua após a publicidade

Publicidade