Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Talibã toma primeira capital provincial do Afeganistão desde saída dos EUA

Controle parcial de Badghis é o primeiro do gênero para insurgentes desde assinatura de acordo para a paz com Washington

Por Da Redação 7 jul 2021, 09h42

O Talibã invadiu e assumiu o controle parcial nesta quarta-feira, 7, de Qal’eh-ye Now, capital da província de Badghis, localizada no noroeste do Afeganistão. O avanço é o primeiro do gênero para os insurgentes desde a assinatura de um acordo para a paz com os Estados Unidos e o início da retirada de forças americanas.

“O Talibã entrou na cidade, invadiu as prisões e alguns prédios do governo e ataques estão sendo realizados”, disse à agência de notícias Efe o representante parlamentar da província de Badghis, Zyauddin Akazoy. “A situação não é boa, os ataques estão ocorrendo dentro da cidade e ninguém sabe o que vai acontecer”, acrescentou.

Além disso, mais de 600 membros das forças de segurança e alguns funcionários de alto escalão da polícia provincial se renderam aos talibãs durante a tomada da capital, incluindo o subchefe de polícia Khwaja Murad, segundo Akazoy.

“Ninguém pode prever o que está acontecendo dentro da cidade, já que alguns membros das forças de segurança estão resistindo ao Talibã em prédios do governo”, declarou um morador em depoimento à imprensa local.

Imagens publicadas por vários meios de comunicação afegãos e pelo Talibã mostram os insurgentes abrindo as portas da prisão provincial e pedindo aos prisioneiros que saiam do presídio.

Continua após a publicidade

Por sua vez, o porta-voz do Ministério do Interior afegão, Tariq Arian, disse em um breve comunicado que as forças de segurança estão “presentes” em Badghis e que “responderão às ameaças”.

Qal’eh-ye Now torna-se assim a primeira capital provincial afegã a ser atacada e parcialmente invadida por insurgentes desde que os Estados Unidos e o Talibã assinaram um acordo no ano passado em Doha com o objetivo de encontrar uma saída para duas décadas de guerra.

O acordo de paz inclui a saída de tropas americanas e da Otan. Em troca, o Talibã se comprometeu a parar de fazer ataques, a não apoiar grupos terroristas e a negociar com o governo afegão.

Desde o início da retirada das tropas dos EUA e da OTAN em 1º de maio, no entanto, os talibãs conquistaram rapidamente o controle territorial da maior parte do país. Ao todo, o grupo tomou o controle de quase 80 dos 407 distritos das forças governamentais, levantando sérias preocupações entre os afegãos quanto à sua intenção de encerrar a guerra de 20 anos pela via pacífica.

Nas últimas duas décadas de guerra, esta é a primeira vez que o Talibã captura um grande número de distritos em um período de tempo tão curto. Durante os 20 anos de combate, mais de 2.400 soldados americanos morreram e pelo menos 20.000 ficaram feridos. O conflito também vitimou cerca de 47.000 civis e dezenas de milhares de membros das forças de segurança do Afeganistão.

Continua após a publicidade
Publicidade