Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Talibã divulga vídeo de cachorro americano feito refém no Afeganistão

Os terroristas capturaram o animal utilizado pelas forças da Otan durante uma ofensiva às vésperas do Natal. Armas também foram levadas pelos guerrilheiros

Os terroristas do Talibã resolveram fazer um refém inusitado para provocar as forças militares da Otan que ainda atuam no Afeganistão. Um vídeo divulgado nesta quinta-feira pelos jihadistas mostra diversos guerrilheiros barbados aterrorizando um cachorro utilizado pelo Exército americano. O animal foi capturado pelos guerrilheiros durante uma ofensiva realizada às vésperas do Natal na província de Laghman, localizada ao leste do país, informou o jornal britânico The Guardian.

Leia também:

Pelas costas dos EUA, Karzai negociou secretamente com Talibãs

O “refém” americano parece ser um cachorro da raça pastor-belga e veste uma espécie de colete semelhante ao utilizado pelos animais da Otan. Uma conta do Talibã foi responsável por divulgar o vídeo na internet, que também mostra os terroristas com armas roubadas das forças de segurança do Ocidente. “Você vê as orelhas? Elas estão para baixo. Isso diz que o cachorro não é agressivo e só quer se sentir seguro. Ele está aterrorizado”, diz um dos terroristas. “Eu posso ver em seus olhos que ele só quer o seu treinador”, acrescentou o jihadista.

Um porta-voz das forças da Otan no Afeganistão disse que estava ciente da captura do animal, mas se negou a fazer comentários sobre o caso. De acordo com o Guardian, cachorros são amplamente utilizados no país para farejar bombas escondias e drogas, além de fazer buscas em casas. O pastor-belga é, inclusive, um dos preferidos dos militares, pois tem a capacidade de trabalhar por horas sem precisar descansar. Geralmente eles permanecem próximos de seus treinadores, mas podem se separar do pelotão se são surpreendidos por uma longa batalha.

Confira o vídeo divulgado pelo Talibã afegão: