Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Taiwan procura desaparecidos após acidente de avião

As equipes de resgate ainda procuram por onze pessoas que estavam no voo. Autoridades informaram que há poucas chances de encontrá-las com vida

Por Da Redação 5 fev 2015, 06h55

As equipes de resgate de Taiwan procuram nesta quinta-feira rio onze pessoas desaparecidas após o acidente de um avião da companhia TransAsia, que bateu em uma ponte antes de cair nas águas do rio Jilong na quarta-feira, em uma tragédia que deixou 32 mortos. Quinze pessoas foram resgatadas com vida, entre elas, um bebê. O piloto fez o possível para evitar uma queda em áreas residenciais e foi elogiado como um herói por especialistas em aviação e pela imprensa local. Centenas de pessoas, incluindo mergulhadores e soldados, participavam nas operações de resgate nas águas geladas do rio no qual caiu a aeronave ATR 72-600. Mais de 24 horas após o acidente, as autoridades taiwanesas informaram que há “baixíssima possibilidade” de encontrar os desaparecidos com vida, pois o avião bimotor se partiu em vários fragmentos e ficou com boa parte dos destroços debaixo d’água.

O Conselho de Segurança Aérea de Taiwan anunciou hoje que especialistas chineses participarão das investigações do acidente, já que 31 passageiros eram chineses. Deles, apenas três estão na lista de sobreviventes. A TransAsia revelou que um dos motores do avião, que passou por revisão em janeiro deste ano, foi modificado em Macau pela empresa canadense Pratt & Whitney, antes de ser recebido em Taiwan no dia 14 de abril de 2014. A Administração de Aviação Civil de Taiwan proibiu a TransAsia de realizar voos com aeronaves do mesmo modelo que se acidentou e a companhia aérea começou a revisar os motores de todas as suas aeronaves ATR, disse o presidente da companhia, Paul Chen, em entrevista coletiva.

Leia também

Acidente aéreo em Taiwan mata ao menos 31 pessoas

Vídeo: criança é resgatada de avião que caiu em Taiwan

Continua após a publicidade

O acidente aconteceu na manhã de quarta-feira pouco depois da decolagem do voo GE235, com 53 passageiros e cinco tripulantes a bordo. O avião percorreria o trajeto entre Taipé e a pequena ilha de Kinmen, situada perto do continente chinês, mas controlada por Taiwan. O piloto fez três chamadas de socorro para a torre de controle do aeroporto Songshan.

O avião, ao invés de virar para a direção sul após decolar, como estava previsto, voou em linha reta e perdeu altura até atingir o elevado, resvalar em um táxi e, em seguida, cair no rio. Segundo testemunhas, o piloto tentou recuperar altitude antes do choque do avião com o viaduto. O rio Jilong fica a apenas cinco quilômetros da pista de decolagem. Imagens impactantes de um cinegrafista amador mostram o momento em que o ATR 72-600 perde altura e bate na ponte com a asa, antes de cair no rio.

Vídeo: A queda do avião da TransAsia

(Com agências France-Presse e Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade