Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Suu Kyi inscreve seu partido para concorrer em Mianmar

Bangcoc, 23 dez (EFE).- A líder da oposição birmanesa, Aung San Suu Kyi, inscreveu formalmente nesta sexta-feira a Liga Nacional pela Democracia (LND) no registro de partidos de Mianmar, com a finalidade de participar das próximas eleições, indicou a formação.

Suu Kyi se deslocou no começo da manhã a Nay Pyi Taw, a capital do país, acompanhada de vários membros de sua formação, para realizar este trâmite burocrático apenas dez dias depois que o partido foi legalizado

Na capital birmanesa, Suu Kyi também deve reunir-se com os presidentes das duas câmaras do Legislativo.

A LND, vencedora das eleições celebradas em 1991, cujos resultados nunca foram reconhecidos pelo anterior regime militar, obteve seu estatuto de formação legal após duas décadas de perseguição política.

Além de Suu Kyi, na qualidade de secretária-geral, figuram na lista de dirigentes da LND o até agora vice-presidente do partido, Tin Oo, além de Win Tin, destacado membro do comitê executivo, e representantes de diferentes etnias e do coletivo feminino birmanês.

O partido também apresentou sua nova bandeira, na qual sobre um fundo vermelho há uma estrela branca e um pavão amarelo em posição de ataque.

Os planos imediatos da LND são selecionar os candidatos que concorrerão nas eleições que serão convocadas durante o primeiro trimestre de 2012 para renovar 46 cadeiras do Parlamento e outras duas das assembléias legislativas regionais.

As normas eleitorais estabelecem que para que um partido seja inscrito no registro da Comissão Eleitoral é requisito indispensável apresentar candidatos a pelo menos três cadeiras do Legislativo, composto por 440 vagas na Câmara Baixa e 224 na Câmara Alta.

Das 46 vagas atuais no Legislativo, 40 correspondem à Câmara Baixa e seis à Câmara Alta. EFE