Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Suspeitos de atentado contra embaixada dos EUA na Bósnia são presos

Sarajevo, 25 jan (EFE).- Duas pessoas foram detidas nesta quarta-feira em uma operação da polícia bósnia na cidade de Gornja Maoca, cerca de 200 quilômetros de Sarajevo, por possível participação em um ataque à embaixada dos Estados Unidos cometido em outubro.

‘O objetivo da ação policial foi a busca de provas que pudessem estar relacionadas ao ataque à embaixada americana’, informou a Agência de Pesquisas e Proteção bósnia (Sipa), enquanto a imprensa local indicou que os presos são radicais islâmicos.

Segundo o comunicado da Sipa, as provas que forem encontradas contra os dois detidos serão entregues à promotoria bósnia.

A Sipa não revelou a identidade dos detidos, mas a imprensa afirmou que os dois homens são Nusret Imamovic, considerado um líder do movimento radical islâmico wahhabista na Bósnia, e seu irmão Eldin Imamovic.

No dia 28 de outubro em Sarajevo, um membro desse movimento, identificado como Mevlid Jasarevic, disparou com um fuzil automático contra a embaixada americana.

Nusret Imamovic foi detido também em fevereiro de 2010 em outra operação policial em Gornja Maoca como suspeito de participar de crime organizado, pôr em risco a segurança nacional, incitar o ódio religioso e racial e por posse de armas, mas foi posto em liberdade por falta de acusações formais contra ele.

Gornja Maoca é considerado o centro do movimento wahhabista (uma corrente islâmica radical) na Bósnia. EFE