Clique e assine a partir de 9,90/mês

Suspeito de ser atirador do Dia das Mães nos EUA tem 19 anos

Dezenove pessoas ficaram feridas durante tradicional desfile em Nova Orleans

Por Da Redação - 14 May 2013, 00h30

As autoridades americanas identificaram nesta segunda-feira um jovem de 19 anos como o suspeito de ser um dos atiradores que abriram fogo durante o desfile do Dias das Mães em Nova Orleans, no qual 19 pessoas ficaram feridas neste domingo. Em uma entrevista coletiva realizada nesta noite, o chefe da polícia de Nova Orleans, Ronal Serpas, indicou que as autoridades estão à procura de Akein Scott, de 19 anos.

Além disso, segundo Serpas, uma ordem de prisão já foi emitida, enquanto os agentes revistaram três casas nesta noite, embora não tenham conseguido localizar o jovem. Horas antes, a polícia já havia divulgado imagens de uma câmera de segurança nas quais aparece um dos três suspeitos, que dispara contra as pessoas e foge na sequência.

A polícia trabalha com a hipótese de essa ação ter contado com a participação de três homens e, pelo menos, duas armas diferentes. Além disso, o programa Crimestoppers, organizado pela sociedade civil para colaborar com as forças de segurança na luta contra o crime, dobrou sua recompensa (5 000 dólares) em troca de informação que ajude a localizar os autores. O escritório de Álcool, Tabaco e Armas dos EUA também ofereceu uma recompensa adicional, também de 5 000 dólares, para quem oferecer informações sobre o incidente.

O caso – O ataque ocorreu na última seção do desfile, chamado de “second line parede”, em que pessoas que oficialmente não fazem parte do desfile seguem o grupo principal. Pelo menos 200 pessoas faziam parte desse grupo. Entre os feridos, estão dez homens, sete mulheres, duas crianças de 10 anos e uma pessoa que caiu durante a confusão. Segundo o chefe da polícia de Nova Orleans, Ronal Serpas, duas vítimas foram submetidas a cirurgias.

Continua após a publicidade

O motivo ainda é desconhecido, mas o FBI descartou que o crime foi um ato terrorista. Segundo informou a rede americana CNN, uma porta-voz do órgão disse que o incidente é fruto da violência das ruas. No ranking nacional de violência feito pelo FBI, Nova Orleans está em primeiro lugar e o assunto é o que mais preocupa os residentes, de acordo com uma enquete feita em 2010.

(Com agência EFE)

Publicidade