Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Suprema Corte dos EUA vai analisar lei anti-imigração

Polêmica, legislação do Arizona aprovada em abril de 2010 dá à polícia do estado o direito de exigir documentos de qualquer um suspeito de estar ilegal

A Suprema Corte dos Estados Unidos anunciou nesta segunda-feira que irá analisar a constitucionalidade da polêmica lei de imigração do estado americano do Arizona, que criminaliza a presença de imigrantes ilegais no estado. Aprovada em abril de 2010, a lei teve grande parte do seu conteúdo bloqueado por tribunais federais com o argumento de que ela menospreza a autoridade federal em matéria de imigração.

Entre as medidas estipuladas pela lei está a obrigação de a polícia do Arizona – estado que compartilha 570 quilômetros de fronteira com o México – verificar o status migratório de todas as pessoas suspeitas de estarem de maneira ilegal no país.

A governadora do Arizona, Jan Brewer, criticou a suposta falta de ação das autoridades federais para combater a entrada de imigrantes ilegais nos Estados Unidos e afirmou que “a (lei) SB1070 foi o único caminho que o Arizona teve para dizer que não esperará pacientemente até o governo federal tomar uma atitude”.

Apesar de possuir a legislação mais rígida dos Estados Unidos sobre imigração, o Arizona não é o único estado que aprovou leis controvertidas sobre o assunto nos últimos anos, despertando críticas de grupos defensores dos direitos humanos e até mesmo da Casa Branca. Recentemente, leis similares no Alabama, na Carolina do Sul e em Utah viraram alvo de ações do Departamento de Justiça.

(Com agência EFE)