Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Suposta gravação com filha de espião envenenado é divulgada por TV russa

Voz semelhante à de Yulia Skripal aparece no áudio, mas autenticidade não foi confirmada; ela afirma que sairá do hospital em breve

A TV estatal da Rússia difundiu nesta quinta-feira uma gravação na qual se ouve a voz de Yulia Skripal, vítima de um envenenamento junto a seu pai, o ex-espião russo Sergei Skripal, no Reino Unido. No áudio, ela diz que “todos estão melhorando” e que ela logo deixará o hospital em que se encontra.

O apresentador do programa “60 minutos”, do canal russo Rossiya 1, indicou ter recebido a gravação da parte de Viktoria Skripal, prima de Yulia, mas que não poderia garantir sua autenticidade. Na breve conversa, Yulia diz à sua prima que “a saúde de todos é normal”.

“Tudo está bem, tudo pode ser solucionado, estamos vivos e nos restabelecendo”, afirma a voz, supostamente de Yulia. Sergei “está descansando, dormindo”, acrescenta, referindo-se a seu pai. Na conversa, Viktoria Skripal, que reside na Rússia, diz à prima que pediu um visto para poder visitá-la no hospital de Salisbury, onde está internada. “Vika, ninguém vai te dar um visto”, diz a voz de Yulia. “Você sabe como é a situação atualmente. Veremos isso depois”, acrescenta.

O hospital onde estão internados os Skripal indicou que Yulia “melhora rapidamente” e que “já não se encontra em estado crítico”, enquanto que a condição de seu pai é “estável”.

Citada em um comunicado da polícia inglesa, Yulia Skripal declarou nesta quinta-feira se sentir “cada dia melhor”, expressando-se pela primeira vez desde sua hospitalização em 4 de março. “Eu acordei há mais de uma semana e estou feliz em poder dizer que me sinto cada dia melhor”, declarou a mulher de 33 anos.

O Reino Unido responsabiliza a Rússia pelo envenenamento dos Skripal com uso de um agente químico neurotóxico, o que Moscou nega.

(Com AFP e Reuters)