Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Supertufão atinge as Filipinas e provoca três mortes

Tempestade tocou o chão com rajadas de vento de até 275 quilômetros por hora

Por Da Redação 8 nov 2013, 05h46

A passagem do supertufão Haiyan pelo Sudeste Asiático provocou pelo menos três mortes nas Filipinas nesta sexta-feira. O ciclone atingiu a costa leste do país na noite de quinta-feira com rajadas de vento de até 275 quilômetros por hora, obrigando mais de 100 mil pessoas a deixarem suas casas em busca de abrigo. Enquadrado na categoria mais alta na escala de ciclones, o tufão pode ser um dos maiores já registrados na história. Após tocar o chão na costa filipina, o Haiyan avança agora pelas regiões centrais do país, colocando mais de 12 milhões de pessoas em risco, segundo as autoridades.

Saiba mais: Entenda como se formam e se classificam os ciclones

A força dos ventos

Veja como se classificam os ciclones

  • Categoria Velocidade do vento (km/h)
  • Ciclone de categoria 5 ≥ 250
  • Ciclone de categoria 4 210-249
  • Ciclone de categoria 3 178-209
  • Ciclone de categoria 2 154-177
  • Ciclone de categoria 1 119-153
  • Tempestade tropical 63-117
  • Depressão tropical 0-62

De acordo com a agência filipina de redução de desastres, duas pessoas morreram eletrocutadas depois que o Haiyan derrubou linhas de eletricidade. A terceira vítima foi atingida por um relâmpago. O fenômeno natural também causou desabamentos de terra, derrubando o fornecimento elétrico de uma província inteira e cortando a comunicação entre a região central do país e as ilhas.

Mais de 125 mil pessoas foram evacuadas de cidades e vilarejos que estão na rota do supertufão. Entre eles, estavam milhares de residentes da Ilha de Bohol, acampados em abrigos improvisados desde que um terremoto atingiu a região há algumas semanas. O governo filipino conta com três porta-aviões e 32 aviões e helicópteros da Aeronáutica prontos para serem utilizados em ações de resgate.

Apesar da capital Manila não estar na rota da tempestade, o ciclone deve passar pela segunda maior cidade das Filipinas, Cebu, que tem 2,5 milhões de habitantes.

Recorde – Segundo estimativas dos meteorologistas, o tufão Haiyan pode ser a tempestade mais poderosa já registrada em toda a história. O recorde só poderá ser confirmado após análises posteriores, após a passagem do fenômeno. Um indício da força do ciclone é que dois terços das Filipinas foram tomados pelas nuvens provenientes do fenômeno. O diâmetro da tempestade poderá chegar a 800 quilômetros. Depois de atravessar o território filipino, o tufão deve seguir para o sul da China no final de semana, em direção ao Vietnã.

(Com agências EFE e Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade