Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sul-coreanos devem visitar Coreia do Norte antes de cúpula entre líderes

Chefes de segurança pretendem fazer os últimos preparativos para a cúpula entre Kim Jong-un e Moon Jae-in, no fim deste mês

Autoridades de segurança sul-coreanas devem visitar a Coreia do Norte para finalizar os preparativos antes da primeira cúpula entre os países em uma década. Em encontro entre os líderes dos dois países, previsto para 27 de abril, Seul espera que Pyongyang confirme o comprometimento em abandonar seu programa nuclear, disse uma autoridade da Coreia do Sul nesta terça-feira.

Após se encontrar com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, em Pyongyang em março, o assessor de segurança nacional e o chefe de espionagem da Coreia do Sul disseram que Kim está comprometido em desnuclearizar a península coreana e expressou disposição em encontrar o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Os dois lados devem realizar conversas de trabalho na quarta-feira e, se considerarem necessário, o assessor de segurança nacional da Coreia do Sul, Chung Eui-yong, e o chefe de espionagem, Suh Hoon, devem visitar a Coreia do Norte para terminar os preparativos do encontro, disse a repórteres o chefe do gabinete presidencial da Coreia do Sul, Im Jong-seok.

A cúpula de 27 de abril entre o presidente sul-coreano Moon Jae-in e Kim está programada para acontecer na vila fronteiriça de Panmunjom. Espera-se que o encontro seja seguido por uma reunião entre Kim e Trump no final de maio ou início de junho, marcando a primeira reunião entre os líderes dos dois países.

“Mesmo que nossos enviados especiais confirmem sua vontade de desnuclearização, é diferente se os dois líderes confirmarem isso diretamente entre si e colocarem isso em texto”, disse Im Jong-seok. “Esperamos que a cúpula confirme a desnuclearização (da Coreia do Norte) e esperamos ter um acordo abrangente com o Norte sobre o assunto”, disse ele.

O líder norte-coreano reforçou a sua vontade de desnuclearizar a península durante o encontro inédito que teve com o presidente chines, Xi Jinping no começo deste mês.