Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Standard & Poors rebaixa nota de dezenas de bancos no mundo todo

Nova York, 29 nov (EFE).- A agência de classificação de risco Standard & Poors anunciou nesta terça-feira que rebaixou a nota de alguns dos principais bancos de todo o mundo.

Entre os afetados pela decisão da S&P estão seis das maiores entidades financeiras dos Estados Unidos: Bank of America, JPMorgan Chase, Citigroup, Goldman Sachs, Morgan Stanley e Wells Fargo.

Os rebaixamentos anunciados hoje são resultado dos novos critérios de qualificação anunciados no dia 9 de novembro para atualizar os métodos empregados para avaliar a solvência das entidades financeiras, segundo detalhou a agência em comunicado.

No caso de Bank of America, Citigroup, Goldman Sachs e Morgan Stanley, a nota passa de ‘A’ para ‘A-‘, e os mantém com perspectiva negativa.

Já a qualificação de Wells Fargo passa de ‘AA-‘ para ‘A+’, também com perspectiva negativa, e o JPMorgan Chase passa de ‘A+’ para ‘A’, mas com perspectiva estável.

Outros grandes bancos do mundo que sofreram um recorte em sua qualificação são Bank of China, Barclays, HSBC, ING, Lloyds, Royal Bank of Scotland, UBS e BBVA, entre outros.

A atualização dos critérios de qualificação acontece após meses de duras críticas contra as agências de medição como S&P, Moody’s e Fitch, por não alertarem a tempo sobre os riscos que causaram a crise financeira de 2008.

Sob estes novos métodos, a Standard & Poors presta mais atenção para determinar se os bancos têm capital suficiente para enfrentar os momentos difíceis, segundo detalhou o jornal ‘The New York Times’.

As ações do Bank of America e do JPMorgan Chase, que fecharam com quedas de 3,24% e 2,06%, respectivamente, na Bolsa de Nova York, retrocediam 0,39% e 0,07% nas operações eletrônicas posteriores ao fechamento da sessão regular dos mercados.

Os títulos do Citigroup, que tinham terminado com uma ascensão de 0,76%, desciam 0,44%, assim como os da Goldman Sachs (0,15%), Morgan Stanley (0,83%) e Wells Fargo (0,12%). EFE