Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Soldado de 23 anos foi o último dos EUA a morrer em combate no Iraque

O último soldado americano morto em combate na guerra do Iraque, de número 4.474 entre aqueles que tombaram no país, tinha 23 anos, era originário de Greensboro, Carolina do Norte (leste) e morreu no mês passado, em uma explosão, segundo informes do Pentágono.

David Hickman morreu em 14 de novembro, em Bagdá, após a ativação de um artefato explosivo de fabricação caseira, uma arma muito comum usada nesta guerra, segundo comunicado do Pentágono, divulgado vários dias após a sua morte.

“Esta foi a última pessoa identificada”, disse um porta-voz do Pentágono.

O jornal The Washington Post informou que Hickman, que estava em uma pequena base operacional de Bagdá, conhecida como relativamente segura, ligou para casa um dia antes de morrer para dizer à família que estava feliz de voltar para casa antes do Natal.

“Graças a Deus, David foi o último a morrer, porque isto significa que ninguém mais terá que passar por isto”, disse Logan Trainum, amiga do soldado citada pelo jornal.

Os últimos soldados americanos deixaram o Iraque ao amanhecer deste domingo com destino ao Kuwait, pondo um fim à retirada total das tropas que invadiram o país há nove anos.