Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Socialistas espanhóis iniciam congresso para escolher novo líder do partido

Por Da Redação 3 fev 2012, 09h57

Sevilha (Espanha), 3 fev (EFE).- Os socialistas espanhóis inauguraram nesta sexta-feira seu 38º Congresso Federal, no qual irão escolher entre Alfredo Pérez Rubalcaba e Carme Chacón como novo secretário-geral do partido, no lugar de José Luis Rodríguez Zapatero.

O evento, que está sendo realizado na cidade de Sevilha, na Andaluzia, será a última vez em que Zapatero falará como líder do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), que governou a Espanha entre 2004 e dezembro de 2011.

Nesta sexta-feira serão realizadas as apresentações oficiais das candidaturas de Rubalcaba e Chacón. A votação acontecerá neste sábado.

Nesta quinta-feira, ambos os postulantes ao cargo passaram o dia tentando conquistar apoios. Sevilha foi escolhida para sediar o congresso pois no dia 25 de março serão realizadas eleições na região da Andaluzia.

As pesquisas, no entanto, apontam vitória do Partido Popular (PP), que venceu as eleições gerais do ano passado. Se as previsões se confirmarem, os socialistas perderiam um importante feudo político e só continuariam a frente do País Basco, onde governam com o apoio do PP.

Rubalcaba, de 60 anos, foi o líder dos socialistas nas eleições gerais de 2011, nas quais o PSOE obteve seu pior resultado da história. Apesar de sua experiência, ele é visto como um representante do passado do partido.

Carme, de 41 anos, que renunciou para Rubalcaba disputar o pleito, por sua vez, poderia se tornar a primeira mulher a dirigir o PSOE.

Ambos pretendem se diferenciar dos governos conservadores da Europa e das respostas do novo executivo à crise econômica que atravessa o país. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade