Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Sobe para 79 número de mortos em incêndio na Califórnia

Centenas de investigadores vasculham os escombros em busca de mortos, mas quase 1.300 pessoas permanecem desaparecidas

Por Da Redação Atualizado em 18 nov 2018, 15h38 - Publicado em 18 nov 2018, 15h36

Já chega a 79 o número de mortes provocadas pelo incêndio que atinge a Califórnia. Somente no norte do estado, o incêndio Camp Fire, considerado o pior já registrado nos EUA em um século, já deixou 76 mortos. Outras três vítimas foram registradas em um incêndio no sul do estado, o Woolsey Fire.

Neste domingo, as equipes de combate às chamas na região Norte da Califórnia se preparam para enfrentar ventos fortes, que podem comprometer os ganhos já obtidos na contenção do fogo. O incêndio já destruiu mais de 600 quilômetros quadrados e quase 10 mil casas, e era considerado 55% contido.

O Serviço Nacional de Meteorologia alertou que a área poderia receber ventos de 32 quilômetros por hora neste domingo, com rajadas que podem chegar a 64 km/h. Os ventos podem prejudicar o trabalho das equipes que combatem o fogo. Está prevista chuva para o meio da semana, o que poderia ajudar os bombeiros, mas, por outro lado, prejudicar a busca por restos mortais.

Centenas de investigadores estão vasculhando os escombros em busca de mortos, mas quase 1.300 pessoas permanecem desaparecidas há mais de uma semana. As autoridades salientam que a longa lista não significa que todas essas pessoas foram mortas. Centenas de pessoas já foram localizadas pelas equipes de busca, mas o número total de desaparecidos continua crescendo porque novos nomes são adicionados por seus familiares. (Com Estadão Conteúdo e Associated Press)

Continua após a publicidade
Publicidade