Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sobe para 43 os mortos em terremoto de 6,7 graus nas Filipinas

(Atualiza com novo número de vítimas e mais uma réplica)

Manila, 6 fev (EFE).- Ao menos 43 pessoas morreram nesta segunda-feira em consequência de um terremoto de 6,7 graus de magnitude na escala aberta Richter perto da ilha filipina de Negros, na região central do arquipélago.

Um porta-voz do Exército filipino, o coronel Francisco Patrimonio, declarou à imprensa que 29 óbitos ocorreram na localidade de Guihulngan, na província de Negros Oriental, após um deslizamento de terra.

O diretor do Centro Nacional de Desastres, Benito Ramos contou à Agência Efe que uma menina de nove anos morreu esmagada por um muro que ruiu pelo forte tremor na ideia de Tayasan, na província de Negros Oriental.

Conforme o relatório do organismo, outro menino de 11 anos morreu na localidade de Jimalalud também na queda de um muro. Mais dez pessoas morreram em Guihulngan e uma em Tayasan. Mais uma morte foi confirmada, mas as autoridades não detalharam onde aconteceu.

O diretor do Centro de Prevenção de Desastres afirmou que o tremor provocou fendas e quebrou vidros de shoppings e prédios públicos da província de Negros Ocidental e nas cidades de Cebu e Iloilo.

A porta-voz da Cruz Vermelha filipina, Gwendolyn Pang, explicou à Agência Efe que quatro pontes de Guihulngan caíram e os pacientes de um hospital tiveram de ser retirados pelo temor de desabamento do prédio, que apresentava fendas consideráveis.

O primeiro terremoto ocorreu às 11h49 (1h49 de Brasília), com epicentro a 19 quilômetros de profundidade e 70 quilômetros ao norte de Dumaguete com magnitude de 6,7, conforme o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

De acordo com o serviço filipino ‘Phivolcs’, a profundidade foi de 10 quilômetros e a intensidade de 6,9 graus. Após o primeiro terremoto ocorreram mais cinco réplicas de diferentes magnitudes.

O terremoto foi seguido em menos de 1h por duas réplicas, de 5,6 e 4,8 graus de magnitude, respectivamente. Uma terceira de 6,1 graus e profundidade de 35 quilômetros ocorreu às 18h10 (8h10 de Brasília) a 59 quilômetros da cidade de Dumaguete, ao sul da ilha de Negros, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), que mede a atividade sísmica no mundo.

Pouco mais de 1h depois, às 19h33 (9h33 de Brasília), outro tremor de 6 graus de magnitude com a profundidade de 15 quilômetros e também a 59 quilômetros de Dumaguete atingiu a região.

A última réplica registrada foi de 5,2 na escala Richter, a 36 quilômetros de profundidade e 63 quilômetros de Dumaguete.

O Governo ordenou aos pescadores permanecerem em terra e pediu à população das áreas de risco que deixem suas casas, embora não haja alerta de retirada em massa de moradores.

As Filipinas ficam sobre o chamado ‘Anel de Fogo do Pacífico’, uma zona de grande atividade sísmica e vulcânica que é atingida por 7 mil tremores ao ano, a maior parte deles moderados. EFE